Bolsonaro estuda nomear interino para o MEC e mandar Weintraub para banco no exterior

Solução daria tempo ao presidente para buscar um nome que agrade a várias correntes políticas

O presidente Jair Bolsonaro pode indicar um ministro interino para o Ministério da Educação (MEC) e acelerar a demissão de Abraham Weintraub da pasta.
A solução seria a mesma dada para o Ministério da Saúde, que é até hoje comandado pelo general Eduardo Pazuello.
Ele era secretário-executivo, assumiu interinamente o cargo e segue no comando da área até hoje. Com isso, Bolsonaro ganharia tempo para escolher um nome para a Educação, e ao mesmo tempo solucionaria, como ele mesmo já disse, o “problema” Weintraub .
O atual ministro pode ser deslocado para uma representação do país no exterior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui