Catarinenses devem gastar 4% a mais no Dia dos Pais este ano

O consumidor catarinense deve gastar, em média, R$ 164,19 em presentes para o Dia dos Pais de 2021, segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio/SC) divulgada nesta terça-feira (20). O valor é 4,4% superior aos R$ 157,17 anotados em 2020. Apesar da alta nominal, se considerada a inflação de 12 meses (8,3%), há perda real de 3,6%.
Os principais produtos da preferência dos catarinenses são do setor de vestuário (50,7%), seguido de calçados (15,8%), e perfumes e cosméticos (15,1%).
O dinheiro à vista (42%) lidera a escolha de pagamento. Na sequência estão à vista no cartão de débito (42%), parcelado no cartão de crédito (17%), e à vista no cartão de crédito (16%).
“Esse resultado positivo em termos nominais pode estar relacionado ao cenário epidemiológico, o isolamento social e os regramentos sanitários das atividades econômicas, que possibilitam maior segurança para os consumidores e empresários, intensificando assim a propensão em ampliar os gastos”, diz a entidade.
Para realizar as compras, 50,8% dos entrevistados indicam a utilização de parte da renda mensal como forma de pagamento, enquanto 29,9% irão utilizar o crédito. Parte dos consumidores optou pelo planejamento financeiro com antecedência ao realizar reserva para as compras dessa data (17%).
Na hora da compra, o que mais interfere na decisão de comprar, ou não, segundo a pesquisa, é o preço (30%), promoção (30%), qualidade do produto (15%), e atendimento (13%).
A maioria dos consumidores deve realizar pesquisa de preço antes de definir o presente, seja indo às lojas ou por meio virtual.
Segundo a Fecomércio/SC, esses dados mostram que o catarinense está tentando driblar os efeitos inflacionários dos produtos, procurando itens mais baratos e focando nos presentes, já a maioria (57,8%) não pretende viajar, passear ou realizar alguma atividade especial para a data.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui