Empresária do Oeste está desaparecida no Rio Grande do Sul

Uma empresária está desaparecida há cinco dias em Teutônia, no Vale do Taquari. Daniela Cristina Guterres Moraes, 34 anos, que visitava um familiar no município, não é vista desde o dia 31 de janeiro. A Polícia Civil investiga o caso, em busca de indícios que possam levar à localização dela.

Conforme a polícia, Daniela Cristina mora em Capinzal, em Santa Catarina, e chegou a Teutônia no dia 31 de janeiro, uma quarta-feira. Ela teria vindo ao RS para passear e estava na casa de uma irmã, no bairro Canabarro.

No mesmo dia da chegada, no entanto, desapareceu. Pela manhã, a mulher teria saído da residência levando consigo apenas o celular, deixando as malas, e não retornou. O aparelho parou de funcionar e de receber chamadas neste fim de semana, segundo a apuração. A polícia vai pedir informações de rastreamento do telefone, para entender por onde a empresária passou. No dia do sumiço, ela vestia blusa preta e calça jeans rasgada.

Como Daniela Cristina não conhece a região, a família diz ter receio de que ela possa estar perdida em uma área de mata, sem conseguir pedir ajuda ou voltar para a casa da irmã. No entanto, a polícia não descarta a possibilidade de ela ter deixado Teutônia. A investigação apurou que a mulher teria problemas psicológicos e familiares, que podem causar pensamento desorganizado.

Ela tem uma filha, que mora em SC, e não tinha histórico de desaparecimentos. A empresária tinha uma empresa de cuidados com cílios em Capinzal, que teria fechado há alguns meses. Ela também é maquiadora, esteticista e promove mentorias na área de beleza desde 2014.

Registro

O sumiço de Daniela foi registrado pelo ex-marido dela, em SC, pelo site da Polícia Civil. Como o sistema leva alguns dias para repassar as ocorrências às equipes que farão a investigação, o boletim só chegou ao conhecimento de policiais na manhã desta segunda-feira (5), cinco dias após o desaparecimento.

A polícia ouve testemunhas e procura pistas que levem ao paradeiro da mulher. As equipes também buscam por câmeras de monitoramento que possam ter registrado o trajeto feito por Daniela Cristina.

Informações que possam levar ao paradeiro da mulher podem ser repassadas pelo telefone 197, da Polícia Civil, ou 190, da Brigada Militar.

Gaúcha/ZH

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×