Estado monitora nuvens de gafanhotos

O Governo catarinense está monitorando o deslocamento das nuvens de gafanhotos registradas na Argentina e Paraguai.

As informações dão conta de que a primeira nuvem está em deslocamento na fronteira entre o Brasil e Argentina, a 590 quilômetros de Santa Catarina. Já a segunda está no Paraguai, a cerca de 890 quilômetros do Estado.
Até o momento o risco da chegada dos insetos ao território catarinense é considerado baixo e depende de fatores como direção dos ventos e a temperatura.
A Secretaria de Estado da Agricultura, afirma que não há necessidade de ação preventiva dos produtores rurais.
Caso ocorra alteração na situação, a Defesa Civil e a Secretaria da Agricultura vão emitir alertas para os agricultores e profissionais da área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui