Fiscalização constata irregularidades em abatedouro no Oeste

Nesta sexta-feira (02/02), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio do Centro de Apoio Operacional de Combate aos Crimes Contra o Agronegócio (CAOAGRO/PCSC), com apoio de Policiais Civis da Delegacia Regional de Chapecó, juntamente com a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e Vigilância Sanitária, realizou fiscalização em abatedouro localizado no bairro Esplanada, em Chapecó.

A ação conjunta foi motivada por denúncias de que esse estabelecimento, apesar de estar regularizado nos órgãos sanitários, realizava descarte irregular de carcaças/dejetos e comercializava produtos impróprios. 

Durante a vistoria, além de irregularidades sanitárias na estrutura do estabelecimento, os profissionais flagraram uma lagoa de tratamento de efluentes a céu aberto, exalando forte odor, além de outras estações que se mostravam insuficientes ao tratamento dos dejetos. Ainda na parte externa, verificou-se o armazenamento de vísceras em recipiente aberto.

Ao analisar os produtos expostos para venda no açougue conexo ao abatedouro, a equipe identificou produtos cárneos com validade vencida, embalagem rompida e aspectos característicos de contaminação. 

Aproximadamente 25kg de carne suína/bovina foram descartados e outros 12kg foram apreendidos para análise laboratorial.

O proprietário foi notificado administrativamente por infração às normas sanitárias e ambientais. Será instaurado procedimento policial para apurar eventual prática de crime contra as relações de consumo. 

“A união de esforços entre a Polícia Civil, CIDASC, IMA e Vigilância Sanitária tem por objetivo ampliar as ações de defesa agropecuária no Estado, bem como evitar a ocorrência de crimes patrimoniais contra o agronegócio”, divulgou a Polícia Civil.

Clic/RDC

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×