Frigorífico da JBS de Ipumirim já está trabalhando

O frigorífico da JBS de Ipumirim voltou a operar na manhã desta segunda-feira, dia 1º. A planta estava fechada desde o dia 18 de maio, quando fiscais do Ministério Público do Trabalho visitaram a empresa e encontraram possíveis irregularidades na questão de prevenção ao coronavírus.

Medidas foram impostas para a volta das atividades, mas dentre elas, estava o distanciamento de pelo menos 1,5 metro entre funcionários e esta era a causa do impasse, já que isso poderia diminuir consideravelmente a produção. O prefeito de Ipumirim, Volnei Schmidt chegou a receber informações, na quinta-feira, dia 28, que a planta poderia parar as atividades definitivamente em Ipumirim e isso causou uma mobilização no município.

Na tarde de sexta-feira, dia 29, uma carreata foi realizada em Ipumirim. Autoridades, lideranças locais, funcionários e outras pessoas participaram. O objetivo da mobilização foi a reabertura da unidade.  Presidente Castelo Branco O prefeito Volnei também conseguiu falar, em videoconferência, com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que anunciou que após tratativas com a empresa e um decreto de concordância foi assinado.

Em entrevista à Rádio Aliança na manhã desta segunda-feira, dia 1º, Schmidt comemorou o retorno das atividades e ressaltou o problema que é, a unidade parada em Ipumirim. “Hoje cedo a JBS já retomou as atividades e esperamos que a empresa continue trabalhando. Preciso agradecer à população, as autoridades políticas, gestores do frigorífico e principalmente a ministra Tereza Cristina. Todos nos unimos para mostrar a importância dessa planta aqui para Ipumirim e região”, comemorou o prefeito.

Ele destacou que caso a empresa não retornasse, nesta semana iniciaria o abate sanitário de frangos. Também ressaltou que muitas famílias ficariam sem emprego. “Seriam abatidos 650 mil frangos alojados nos aviários. Isso era uma situação muito preocupante, imagine como seria isso, essa quantidade de abate é semanal”, comentou. “Sobre as famílias, hoje são 1.400 funcionários, mais o transporte que envolve cerca de 1.700 pessoas, temos também 240 integrados com aviários”, detalha. “Além de funcionários aqui de Ipumirim, a JBS emprega pessoas de Irani, Lindóia do Sul e Arabutã também. Essa empresa representa mais de 60% da arrecadação do nosso município. Hoje é impossível imaginar Ipumirim sem a JBS operando”, ressaltou o prefeito na entrevista.

A JBS venceu a ação judicial em primeira instância para reabrir. Sobre a decisão, ainda cabe recurso e o Ministério do Trabalho pode recorrer.

Com informações Rádio Aliança

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui