Grêmio é goleado no Brasileirão e segue na zona do rebaixamento

A sina continua. O Grêmio perdeu mais uma no Brasileirão e segue na zona do rebaixamento, condição que se encontra desde a nona rodada. Desta vez o algoz foi o Juventude, que manteve sua invencibilidade jogando em casa e fez 3 a 0 no Tricolor.  

Em uma tarde de domingo fria e de intensa neblina no Estádio Alfredo Jaconi, os gols do Ju foram marcados por Gilberto e João Lucas, ainda no primeiro tempo, e Erick Farias na segunda etapa. O Tricolor até criou oportunidades para ter um resultado melhor, porém parou na trave ou no goleiro Gabriel. 

Com a derrota por goleada, o time de Renato Portaluppi parou na 18ª posição do Campeonato Brasileiro. No entanto, a equipe ainda pode ser ultrapassada pelo Atlético-GO, que enfrenta o Athletico-PR às 18h30min.

Na escalação, conforme prometido após o jogo passado, Renato mudou novamente o goleiro titular. Após dar sequência para Marchesín, desta vez Rafael Cabral assumiu o posto. Ele não atuava desde a derrota para o Flamengo, em 13 de junho. Além disso, a zaga contou com os retornos de Geromel e Gustavo Martins, assim como o meio-campo começou com Dodi e Villasanti, em uma formação mais cautelosa, deixando Pepê no banco. No ataque, Cristaldo foi mantido como o homem mais avançado. 

O primeiro tempo, entretanto, foi de imposição do Juventude, que fez jus ao seu volume de jogo e foi para o intervalo vencendo por 2 a 0. O início até foi equilibrado, tendo os caxienses com maior posse de bola, forçando o jogo pelo lado direito. Por ali, em bela troca de passes, João Lucas encontrou Erick Farias na área, aos oito minutos. A finalização foi para fora. 

O Tricolor, por outro lado, reagia com bolas longas para Pavon. Em uma delas, o atacante preparou uma jogada pela direita e serviu Cristaldo. Aos 14 minutos, ele recebeu livre, na meia-lua da grande área, mas bateu para fora. Sete inutos depois, João Pedro aproveitou um rebote de escanteio e finalizou na trave. 

A mudança de cenário começou a partir dos 24 minutos, quando o centroavante alviverde Gilberto começou a apareceu no jogo. Primeiro ele assustou a meta de Rafael Cabral com uma cabeçada, depois abriu o placar em finalização de fora da área. 

image

Tricolor voltou a ter dificuldades na marcação.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

João Lucas aumentou a vantagem alviverde ainda no primeiro tempo.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Derrota em Caxias do Sul foi a oitava do Grêmio no Brasileirão.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Vitória do Juventude fez o time da Serra chegar aos 19 pontos.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Edenilson (D) chegou a descontar, mas o gol foi anulado por impedimento.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Erick Farias também teve gol anulado pela arbitragem no primeiro tempo, mas fez o terceiro do Ju no segundo.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Time de Renato só venceu uma partida desde o retorno do Brasileirão.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Rafael Cabral voltou ao time titular devido ao “rodízio” de goleiros.

Porthus Junior / Agencia RBS

image

Recuperado de lesão, Geromel atuou em Caxias.

Porthus Junior / Agencia RBS

O lance começou com um erro de João Pedro na saída de bola gremista. Ele foi interceptado por Jadson, que serviu Gilberto. O centroavante recebeu na intermediária e arriscou um chute rasteiro, que entrou no canto esquerdo de Rafael Cabral, fazendo 1 a 0 para o Juventude.  

Após a abertura do placar, a pressão do time da Serra persistiu. Gilberto apareceu mais três vezes, com um chute bloqueado por Geromel e duas conclusões para fora. Até que aos 31 minutos, Jadson cruzou da direita, Geromel afastou a bola no pé de João Lucas, que dominou e chutou para o gol com a perna esquerda. A bola ainda quicou na frente de Rafael Cabral antes de entrar, ampliando o placar para 2 a 0. 

OPINIÃO

Em desvantagem, o Grêmio precisou se soltar no jogo e quase reagiu no placar aos 34 minutos, porém um impedimento milimétrico de Edenilson impediu isso. O meio-campista concluiu de cabeça para as redes um cruzamento de Cristaldo. No entanto, o VAR anulou o gol traçando a linha de impedimento na ponta do pé do jogador gremista. 

Antes do apito final da primeira etapa, o Grêmio teve mais uma chegada de Pavon e Cristaldo. Na cara de Gabriel, a conclusão do camisa 10 foi fraca e facilitou a defesa do goleiro do Juventude. No último lance, Villasanti foi atingido na cabeça pelo cotovelo de um defensor do adversário, porém a arbitragem não marcou pênalti.

Precisando reverter o quadro negativo, o Grêmio voltou do intervalo com Du Queiroz e Everton Galdino nos lugares de Edenilson e Du Queiroz. Villasanti se posicionou como zagueiro, enquanto Galdino foi ser centroavante, com recuo de Cristaldo para a armação. Enquanto isso, Roger Machado respondeu com Inocêncio no lugar de Alan Ruschel. 

Contudo, quem manteve o ímpeto foi o Juventude, mas baixando as linhas e reagindo em contra-ataques. O terceiro gol chegou a ser marcado por Erick Farias aos oito minutos, porém foi anulado por uma falta em Galdino no início do lance. Cinco minutos depois, em enfiada de Jadson para Gilberto, Rafael Cabral cresceu para evitar mais um gol alviverde.

Percebendo o cansaço de Pavon, além da falta de reação coletiva, Renato mandou Nathan Fernandes para o campo no lugar do argentino. Nesta formação, o Grêmio passou a atuar com os 10 jogadores de linha no campo de ataque, porém com dificuldades de penetração na defesa adversária.

O reflexo no jogo foi mínimo. O Juventude seguiu fechado enquanto o Grêmio trocou passes e apostou em jogadas individuais de Nathan Fernandes e Alysson, que substituiu Gustavo Nunes. 

Apático no jogo, o Tricolor ainda sofreu mais um gol aos 38 minutos. Em cruzamento da esquerda de João Lucas, Erick Farias cabeceou para o final das redes e fechou o placar em 3 a 0 e agravou a crise do Grêmio, que ouviu a torcida da casa gritar: “Olé”.

FICHA TÉCNICA

Brasileirão — 15ª rodada — 7/7/2024 

Juventude (3) 

Gabriel; João Lucas, Boza (Rodrigo Sam, 21’/2ºT), Lucas Freitas e Alan Ruschel (Gabriel Inocêncio, INT); Caíque, Jadson e Jean Carlos (Mandaca, 30’/2ºT); Lucas Barbosa (Ewerton, 21’/2ºT), Erick Farias e Gilberto (Taliari, 30’/2ºT). Técnico: Roger Machado. 

Grêmio (0) 

Rafael Cabral; João Pedro, Geromel (Du Queiroz, INT), Gustavo Martins e Reinaldo; Villasanti e Dodi; Pavon (Nathan Fernandes, 15’/2ºT), Edenilson (Galdino, INT) e Gustavo Nunes (Alysson, 29’/2ºT); Cristaldo. Técnico: Renato Portaluppi. 

  • GOLS: Gilberto (J), aos 24 minutos, e João Lucas (J), aos 31 minutos do primeiro tempo; Erick Farias (J), aos 38 minutos do segundo tempo. 
  • CARTÕES AMARELOS: Lucas Barbosa (J); Pavon e Reinaldo (G) 
  • ARBITRAGEM: Matheus Delgado Candançan, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli (trio paulista). VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC).
  • PÚBLICO: 7.984 
  • RENDA: R$ 148.521,00 
  • LOCAL: Alfredo Jaconi, Caxias do Sul 

Próximo jogo  

  • Quarta-feira (10), às 18h30min
  • Grêmio x Cruzeiro  
  • Estádio Centenário, Caxias do Sul — Brasileirão (16ª rodada)

 Gaúcha/ZH

- Publicidade -
spot_img
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais lidas

×