Grêmio fecha com Vagner Mancini para substituir Felipão

O Grêmio tem um novo treinador. Depois do anúncio de Dênis Abrahão como vice de futebol, o clube chegou a um acordo para a contratação do técnico Vagner Mancini, que estava no América-MG. O profissional assinará contrato até dezembro de 2022 e desembarcará em Porto Alegre nesta sexta (15), ao lado do auxiliar-técnico Rafael Angelis e do analista de desempenho Cláudio Andrade.

Ex-jogador do Tricolor, Mancini teve uma rápida passagem como treinador do clube em 2008 e retorna com a missão de evitar o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Como meio-campista, Vágner Mancini fez parte do grupo bicampeão da Libertadores da América, em 1995, como reserva de Arílson e Carlos Miguel e entrando no segundo tempo em jogos decisivos, como nas quartas de final, contra o Palmeiras, e na semifinal, contra o Emelec. Além disso, fez parte do chamado “Banguzinho”, que foi campeão gaúcho em 1995 em cima do Inter, na final. Nessa época, Dênis Abrahão fazia parte da gestão Fábio Koff como vice de administração. 

Mancini retornou ao Grêmio como treinador por um curto período em 2008, comandando a equipe por apenas seis jogos e saindo de forma invicta. O seu trabalho de maior destaque foi o título da Copa do Brasil 2005, pelo modesto Paulista, de Jundiaí. Ele trabalhou em grandes clubes, como Corinthians, Santos, São Paulo, Cruzeiro, Vasco e Botafogo. Nesta temporada, iniciou no Corinthians, mas caiu após as eliminações na Copa Sul-Americana  e no Campeonato Paulista.

Vagner Mancini estava no América-MG desde junho. Ele comandou o time mineiro em 21 jogos, com sete vitórias, nove empates e cinco derrotas. O aproveitamento foi de 47,6%, o suficiente para deixar o clube em 11º lugar, quatro pontos acima da zona de rebaixamento.

Vagner Mancini comandou o Grêmio por apenas seis jogos em 2008

Com informações GZH

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui