Grêmio vence o Novo Hamburgo e avança às semifinais do Gauchão

Jean Pyerre marcou um dos gols da vitória do Grêmio sobre o Novo Hamburgo, na Arena
Jean Pyerre marcou um dos gols da vitória do Grêmio sobre o Novo Hamburgo, na Arena | Foto: Fabiano do Amaral

Na volta dos titulares, o Grêmio venceu e garantiu a classificação para a próxima fase do Gauchão. Na noite deste domingo, na Arena, em jogo válido pela 10ª rodada do Estadual, a equipe comandada mais uma vez por Thiago Gomes se impôs diante do Novo Hamburgo e conquistou vitória pelo placar de 3 a 1, sem grandes dificuldades. 

No primeiro tempo, Jean Pyerre abriu o placar, e Diego Souza ampliou, após bom passe do meia. Na etapa final, o centroavante anotou o terceiro em cobrança de pênalti. O gol de honra dos visitantes foi marcado por Kayron. 

Com o resultado, o Grêmio retomou a liderança do Gauchão, com 21 pontos, um a mais que o vice-líder Inter. O Tricolor deve estrear na Sul-Americana nesta quinta-feira, contra o La Equidad. A realização do jogo, no entanto, está ameaçada, já que os colombianos comunicaram a impossibilidade de atuar no Brasil por conta da pandemia de Covid-19.

Grêmio joga melhor e abre vantagem

Após poupar boa parte do time e mandar a campo os garotos na sexta-feira diante do Caxias, desta vez o interino Thiago Gomes teve os titulares à disposição. Mais uma vez, Jean Pyerre foi o responsável pela armação, ao lado de Ferreira e Alisson, municiando o artilheiro Diego Souza. Na esquerda, Bruno Cortez substituiu Diogo Barbosa, ainda com diagnóstico positivo de Covid-19.

O Grêmio começou a partida na pressão diante do Novo Hamburgo. Logo aos 10 minutos, duas chances criadas. Primeiro, Alisson carimbou a defesa do Novo Hamburgo. Na sequência, no rebote, Rodrigues recebeu de Diego Souza, finalizou, e Marcão tirou, salvando em cima da linha o que seria o primeiro gol do Grêmio.

O Tricolor contava com a boa atuação de Jean Pyerre para organizar o time, que ainda sofria com o problema da finalização. O próprio meia tratou de resolver a questão. Começou e terminou a jogada do gol que abriu o placar. Abriu na esquerda para Ferreira, e recebeu de volta. Finalizou de fora da área e contou com desvio na defesa do Novo Hamburgo para dar números ao jogo.

Melhor na partida, não demorou para o Grêmio ampliar. De novo, com boa participação de Jean Pyerre. Ele achou boa bola enfiada entre a zaga, deixando Diego Souza livre na entrada da área. Ele driblou o goleiro Nícolas e mandou para o gol vazio, fazendo 2 a 0 para o Tricolor. 

O Grêmio ainda desperdiçou uma chance de ampliar e praticamente definir a partida na etapa inicial. Logo após o segundo gol, manteve a pressão. Matheus Henrique recebeu bom passe de Alisson na direita e finalizou forte, de longe. A bola bateu no travessão do goleiro do Novo Hamburgo, mantendo a vantagem de 2 a 0 ao intervalo.  

Grêmio administra no segundo tempo 

O Novo Hamburgo voltou com uma postura mais agressiva e, por pouco, não descontou logo no início da segunda etapa. Após boa jogada pela esquerda, o lateral Rennan cruzou rasteiro para o meio da área, buscando Hélio Paraíba. A bola passou por Brenno e se apresentou para o centroavante, que perdeu um gol incrível. Sozinho, sem goleiro, pegou mal na bola e mandou por cima do travessão, dentro da pequena área. 

Mesmo após sofrer alguma dificuldade no início do segundo tempo, foi o Grêmio quem ampliou. Vanderson fez jogada individual, costurando da direita para o meio, e só parou quando foi derrubado pela defesa do Novo Hamburgo. O árbitro Jean Pierre de Lima assinalou pênalti no lateral. Com muita categoria, sem chances para Nícolas, Diego Souza bateu forte e marcou o segundo dele, o terceiro do Tricolor na partida. 

Com o resultado encaminhado, o técnico Thiago Gomes começou a rodar a equipe. Colocou em campo Pepê e Leo Chu, para os lugares de Jean Pyerre e Ferreira. Minutos depois, foi obrigado a sacar o lateral Vanderson, após uma entrada muito dura de Rennan. Com muitas dores, até tentou voltar, mas acabou substituído por Rafinha. 

O Novo Hamburgo ensaiou uma melhora e acabou achando seu gol de honra. Ele foi marcado em uma das principais deficiências do Grêmio desde a temporada passada: a bola parada. Após cobrança de escanteio pela direita, Kayron aproveitou que a zaga não cortou e mandou para as redes. Mas a breve reação foi apenas o gol de honra, já que a partida acabou mesmo em 3 a 1, garantindo a classificação e a liderança para o Tricolor. 

Campeonato Gaúcho – 10ª rodada

Grêmio 3

Brenno; Vanderson, Rodrigues, Ruan e Cortez; Thiago Santos, Matheus Henrique, Jean Pyerre (Leo Chu), Alisson e Ferreira (Pepê); Diego Souza. Técnico: Thiago Gomes

Novo Hamburgo 1

Nicolas; Chicão, Igor, Marcão e Rennan; Bertotto, Maurinho, Carrilho e Elias; Claudinho e Helio Paraíba. Técnico: Marcio Nunes

Gols: Jean Pyerre (27/1T), Diego Souza (32/1T) (17/2T); Kayron (32/2T) 

Cartões amarelos: Rodrigues (Grêmio); Elias (Novo Hamburgo)

Arbitragem: Jean Pierre Lima

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 19/04, às 20h

Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui