IML demora mais de 12 horas para retirar corpo de idoso em Concórdia

Familiares e amigos de um idoso de 77 anos, que faleceu na tarde de ontem em Concórdia, procurou a Rádio Rural/96 para relatar a demora do Instituto Médico Legal em atender a ocorrência. Foram mais de 12 horas até o profissional comparecer na residência da vítima, no Edifício Artifon, no centro do município. Segundo informações do IGP de Concórdia, o município está sem auxiliar de necropsia, que tem de vir de Chapecó. As duas profissionais lotadas na repartição estariam afastadas por atestado médico.

Segundo mensagem encaminhada para o departamento de jornalismo, o homem morava sozinho e foi encontrado pela filha, nesta quinta-feira, por volta das 16 horas. A família conta que por volta das 17 horas, após receber orientações, ligou para o IGP e, somente na manhã desta sexta-feira, por volta das 7 horas o corpo foi retirado do local e levado para o IML.

Conforme os familiares, o profissional do IGP que atendeu o idoso, confirmou a morte por causas naturais, possivelmente uma parada cardíaca, já que o senhor de 77 anos tinha problemas cardíacos. O mesmo residia sozinho no apartamento.

Rádio 96 FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui