Inter fica no 0x0 com o São Luiz

Os reservas do Inter não saíram do empate em 0 a 0 com o São Luiz, pela segunda rodada do Gauchão. Em uma partida sem grandes emoções, Eduardo Coudet rodou o grupo, mas não viu ser repetida a efetividade da estreia na competição.

Foto: Ricardo Duarte

E os atletas escolhidos pouco aproveitaram a chance de mostrar serviço em Ijuí. Com o resultado, a equipe colorada termina o dia com quatro pontos em dois jogos.

Coudet começou o jogo com apenas dois titulares da estreia, Robert Renan e Hyoran. De resto, usou o início da partida para rodar o grupo. Assim, Hugo Mallo, Igor Gomes, De Pena (na lateral esquerda), Rômulo, Campanharo, Gabriel Barros, Pedro Henrique e Luiz Adriano ganharam chance. No São Luiz, Alessandro Telles preencheu o meio-campo com quatro jogadores e liberou Diogo Sodré e Gabriel Morbeck para se mexerem na frente.

Logo no início, pareceu que o Inter se imporia. Pedro Henrique, nos primeiros minutos, recebeu a bola na área, pela esquerda, ajeitou e bateu, mas torto, por cima do travessão. E foi só. Dali por diante, só o São Luiz criou. Sodré, da entrada da área, aos 9, chutou para fora.

Aos 30, a melhor chance. De Pena fez falta na lateral. A bola foi erguida na área e encontrou, no segundo pau, a cabeça de Diogo Sodré. Mas a finalização, incrivelmente, foi para fora.

Dez minutos depois, Diogo Sodré deu balãozinho em Mallo, que escorregou e não conseguiu cortar. A jogada, porém, foi afastada por Igor Gomes. Ainda antes do intervalo, um lance cômico: após cobrança de escanteio, a zaga colorada cortou parcialmente e o rebote se apresentou para Ramires. Na área, o jogador errou em bola e ainda tocou com a mão.

Gol perdido no final do jogo

Coudet mexeu na equipe no vestiário. Saíram Igor Gomes e Hyoran para as entradas de Vitão e Wanderson. No quarto minuto, o Inter teve sua primeira chance real de gol. De Pena cobrou escanteio para a área, Vitão ganhou no segundo pau e escorou. Robert Renan se atirou na bola para completar, mas chegou levemente atrasado e não alcançou.

O Inter parecia mais aceso. Aos seis, Wanderson fez jogada individual, tentou um passe, mas a defesa cortou parcialmente. Ele mesmo ficou com a bola e ajeitou para Campanharo, que arriscou de fora da área e Raul defendeu sem rebote.

Wanderson mudou o jogo. Aos 19, ele novamente fez uma jogada individual, agora pela esquerda, driblou dois adversários e bateu. Raul defendeu parcialmente, o jogo seguiu, mas Pedro Henrique tomou a decisão errada e foi desarmado na área. Aos 21, novamente Wanderson finalizou, após receber de Luiz Adriano, mas a conclusão foi ruim.

No minuto seguinte, Coudet fez mais duas trocas. Bustos entrou no lugar de Campanharo e Alario substituiu Pedro Henrique. Com essa mexida, Gabriel Barros foi para a faixa central da segunda linha e Bustos jogou adiantado, à frente de Mallo.

Alario teve sua chance aos 35. De Pena cobrou escanteio, ele antecipou-se à zaga mas o cabeceio foi por cima do travessão. A última troca colorada ocorreu logo depois, com o ingresso de Bruno Henrique na vaga de Gabriel Barros. 

Aos 45, a última chance foi inacreditavelmente desperdiçada. Um lateral erguido para área teve corte parcial da defesa. Bustos pegou o rebote e chutou cruzado, exatamente onde estava Luiz Adriano, já sem goleiro, mas a bola bateu em seu tornozelo e foi para fora. O Inter volta para Porto Alegre com um ponto na bagagem.

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×