Inter vence o Ceará e é vice-líder do Brasileirão

O Internacional conquistou uma importante vitória no Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira. Mesmo sem o artilheiro Thiago Galhardo, suspenso, a equipe do técnico Abel Braga visitou o Ceará no Castelão e venceu o rival por 2 a 0. Com o resultado, assumiu a vice-liderança da competição nacional com 50 pontos.

SAIBA MAIS

Apesar da vitória, o jogo não foi nada fácil para os colorados. Foi o Ceará quem teve mais volume de jogo no primeiro tempo, enquanto o Inter teve dificuldades em segurar os atacantes da casa, principalmente nos contra-ataques. Foram os mandantes que tiveram as melhores chances do jogo na primeira etapa. Em contrapartida, o colorado pouco conseguiu criar, com dificuldades em passar do meio de campo através do toque de bola.

Inter bate o Ceará no Castelão e assume vice-liderança do Brasileirão
Inter bate o Ceará no Castelão e assume vice-liderança do BrasileirãoFoto: LC Moreira / Estadão Conteúdo

Mas, no segundo tempo, brilharam as estrelas de Yuri Alberto e Caio Vidal. O time gaúcho passou a atacar mais, conseguiu se impor defensivamente e aproveitou as chances que teve. Agora, fica apena a seis pontos do líder São Paulo, deixando para trás Atlético-MG e Flamengo, na 3ª e 4ª posição, respectivamente.

1O JOGO

A primeira grande chance aconteceu aos 14 minutos. Marcelo Lomba se atrapalhou com a bola nos pés e foi interceptado por Cléber, mas o arqueiro acabou consertando o erro ao bloquear o chute de Charles, que recebeu de frente para o gol na entrada da grande área.

O atacante Cléber deu muito trabalho para os defensores do Inter no início, o que refletiu a postura do Ceará, que então estava melhor. Porém, aos 19 minutos, Samuel Xavier acertou a mão na cara de Patrick e levou o primeiro cartão do jogo. Pendurado, não encara o Flamengo no próximo jogo.

Aos 29 minutos, após entrada forte de Charles em Caio Vidal, que evitou o contra-ataque dos gaúchos, o juiz acabou punido o jogador cearense com cartão amarelo. Na reta final, aos 39, de novo em contra-ataque do Ceará, Moisés salvou a vida do Inter ao interceptar a bola que ia redonda para Fernando Sobral que, de carrinho, abriria o placar para os mandantes.

Aos 45, Samuel Xavier finalizou na entrada da área, mas Lomba encaixou, dando fim às grandes chances do primeiro tempo. Na volta dos vestiários, o Inter começou no ataque e teve oportunidade de cabeça com Yuri Alberto, mas a bola ficou com o goleiro Richard. No ataque seguinte, Lomba travou chute de Sobral dentro da pequena área.

O segundo tempo começou quente. Apesar de o Ceará continuar buscando o gol, foi o Inter quem abriu o placar. Em contra-ataque rápido, Caio Vidal recebeu passe de Edenilson, invadiu a área e, mesmo pressionado por um defensor rival, chutou mascado. A bola terminou no fundo das redes do Ceará. Este é o primeiro gol do atacante como profissional.

O gol deu mais confiança ao Inter, que se arriscou a trocar mais passe no campo de ataque. Mas a desvantagem não desanimou o Ceará, que continuou marcando em cima, pressionando a saída de bola. Aos 14 minutos, Bruno Pacheco foi punido com cartão amarelo após disputa de bola com Caio Vidal.

Do outro lado, dois minutos depois, Yuri Alberto também recebeu a advertência. Outro que estava pendurado no Inter e não enfrenta o Goiás. Mas, em compensação, o técnico Abel Braga terá a volta de Thiago Galhardo. O jogo começou a ficar mais pegado neste momento. Cuesta interrompeu uma jogada perigosa de Lima aos 18 minutos com carrinho violento, sendo contemplado com um amarelo. Na cobrança, Vina chutou forte, mas a bola passou sobre a meta colorada.

Aos 25 minutos, Abel Braga realizou duas alterações de olho em segurar investidas do Ceará, que acabou diminuindo o ritmo depois de sofrer o gol. O Ceará também mexeu, mas quase que imediatamente Yuri Alberto jogou um balde de água fria. Após lançamento longo de Moledo, o atacante aproveitou rebatida, dominou, entrou na área e tocou por cima de Richard.

O clima esquentou ainda mais no fim. Lomba saiu machucado com muitas dores no joelho esquerdo, tiveram duas entradas duras: de Abel Hernández e Lima. Alguns jogadores chegaram a discutir de forma mais exaltada. Tudo isso fez o juiz acrescentar oito minutos ao relógio.

O jogo então começou a não andar mais, com muita confusão e ânimos exaltados. Uma forte entrada e Wescley em Abel Hernández fez com que a partida fosse paralisada mais uma vez. Em seguida, Lima tentou um chute de fora da área, mas Daniel, que substituiu Lomba e não jogou por todo ano de 2020, ficou com ela.

Pouco depois, Edenilson entrou duro em Lima na intermediária e recebeu amarelo. O volante é outro jogador que estava pendurado no Inter. O próprio jogador do Ceará bateu a falta, que passou acima do gol de Daniel, dando fim assim a todos os lances perigosos da noite.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ X INTERNACIONAL

CEARÁ – Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho (Wescley) e Charles (Lima); Vina, Fernando Sobral (Pedro Naressi) e Léo Chú; Cléber (Saulo Mineiro). Técnico: Guto Ferreira.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba (Daniel); Rodinei, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado e Edenilson; Praxedes (Rodrigo Lindoso), Patrick e Caio Vidal (Abel Hernández); Yuri Alberto (Leandro Fernández). Técnico: Abel Braga.

GOLS – Caio Vidal, aos 7, Yuri Alberto aos 31 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Samuel Xavier, Charles, Bruno Pacheco, Yuri Alberto, Victor Cuesta, Pedro Naressi, Abel Hernández, Lima, Wescley e Edenilson.

ÁRBITRO – Felipe Fernandes de Lima (MG)

LOCAL – Arena Castelão, em Fortaleza.

Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui