Júri Popular condena concordiense por assassinato

A Promotora de Justiça havia denunciado Wellinton Luiz Guimarães Dallalibera, 19 anos, pela prática do crime de homicídio duplamente qualificado.

Foi julgado nesta terça-feira, 11, no Fórum de Concórdia, o homem que atirou em Ivonir Recalcate, 29 anos de idade, na noite de 3 de janeiro do ano passado, na Travessa Lamonato, centro da cidade.  A Promotora de Justiça Substituta Mariana Mocelin havia denunciado Wellinton Luiz Guimarães Dallalibera, 19 anos, pela prática do crime de homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima). O crime ocorreu quando a vítima saia do trabalho em empresa de alimentos. Welinton foi condenado a 13 anos e 4 meses.

As investigações policiais apontaram que o denunciado e a vítima trabalharam juntos e Wellinton desejou matar Ivonir por desentendimentos relacionados ao emprego. Na noite do crime, o acusado, sabendo a rotina da vítima e o fato de que ela trabalhava até as 23h40min, aguardou que ela saísse da empresa e a surpreendeu no momento em que estava indo embora. Na oportunidade, o denunciado parou seu veículo em frente à motocicleta da vítima, desembarcou do carro pela porta do carona e efetuou tiros contra Ivonir, sendo que três o alvejaram.  A vítima conseguiu correr 16 metros, caindo na rua, já sem vida, devido aos disparos de arma de fogo sofridos na região lateral superior do tórax.

O julgamento que começou ás 9 da manhã foi concluido às 17 horas.

Rádio Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui