Licitação para trecho entre Seara e Arvoredo não teve interessados

O processo licitatório que visava contratar uma empresa para realizar a obra de revitalização de mais um trecho da SC-283 deu deserta, informou na manhã desta quarta-feira, dia 22, o coordenador regional de infraestrutura Oeste, Gilberto Tomasi, em entrevista à reportagem da emissora.

Conforme o responsável, esta é a segunda vez que a licitação fica sem empresas interessadas. Um edital já havia sido publicado no início do ano e também não teve interessados em realizar a obra. Por isso, na época, houve uma correção de valores, para um custo de R$ 127,6 milhões em 27,5 km de extensão. 

O trecho em questão é entre as cidades de Seara a Arvoredo. Tomasi ainda não sabe quais os próximos passos. Na próxima semana, ele deve ir até Florianópolis onde vai se reunir com o secretário de Infraestrutura,  Thiago Vieira, e discutir o assunto. 

Conforme o coordenador, é possível que uma terceira licitação possa ser lançada com algumas alterações no edital. No entanto, se isso não ocorrer, a equipe vai tentar um mecanismo de contratação direta. Ainda assim, a tendência é que a rodovia passe por uma frasagem descontinuada para corrigir os principais pontos com problemas, como buracos e inconformidades.

“Gostaria de ter uma notícia melhor. A 283 é um dos principais eixos para agricultura e que desenvolve a nossa regiao. Hoje será publicado no diário oficial o resultado, infelizmente deu deserto, mesmo sendo corrigido o preço inicial”, disse ele. 

Tomasi também explicou que a coordenadoria possui um orçamento para conserva das rodovias de toda a regional. Uma parte considerável deverá ser destinada para este fim, o que vai consumir grande fatia do orçamento. Com isso, deve ser utilizado ainda parte do recurso para tapa-buracos nesta ação.

Outros trechos

Na entrevista, o coordenador regional também atualizou como estão os demais trechos da SC-283 que já foram ou estão sendo licitados. A obra, por exemplo, já ocorre em 18km de Águas de Chapecó até Palmitos. Também começou, no início deste ano, entre Chapecó e Arvoredo. No local, 80% dos trabalhos de limpeza e ajustes já foram realizados. A chuva atrapalha parte do cronograma. 40% deste trecho terá terceira pista.

Já entre as cidades de Seara até o acesso a Arabutã, a licitação já chegou ao fim, com a Britax como vencedora. No entanto, não há previsão de início dos trabalhos. Espera-se, por exemplo, a liberação da licença ambiental por parte do Instituto do Meio Ambiente para autorizar o início dos trabalhos. 

Por fim, no trecho final, entre Concórdia e Arabutã, a primeira licitação deu fracassada. Agora, conforme Tomasi, a tendência é que um novo processo licitatório será publicado, no entanto, até o momento não há prazo para isso ocorra.

SC-390

Na entrevista, Gilberto Tomasi também informou que a recuperação na outra rodovia da região de Concórdia, a SC-390, no trecho que vai até Peritiba, já começou e continua sendo realizada, conforme o tempo permite. 

No local, uma empresa realiza um trabalho de fresagem descontinuada, que trata-se de um conservação melhor do que um tapa-buracos.  “A recuperação está orçada já, em R$ 4,5 milhões. Será uma correção da rodovia com fresagem”. 

Rural