Número crescente de pacientes que marcam consultas médicas e não comparecem preocupa em Concórdia

A Secretaria de Saúde de Concórdia realizou um levantamento, avaliando os números de consultas disponibilizadas nos postos de saúde, no período de janeiro até dezembro de 2023. Foram contabilizadas as ofertas nos postos de saúde do interior e também nas ESFs. Foram constatadas 1.645 faltas de pacientes, sendo 1.153 do interior e 492 das ESFs. Os dados se referem às consultas clínicas e desconsideram os números da Policlínica, Unidade Sanitária e CAPs.

Já as sobras, que são os atendimentos ofertados que não são aproveitados, o número ultrapassa os 2,6 mil. Foram 1.545 no interior e 1.128 nas ESFs, totalizando 2.673 consultas.

Os dados chamam a atenção pelo número expressivo de faltantes, um problema que é recorrente no município. Os pacientes que marcam e não comparecem às consultas, acabam tirando o lugar de outro paciente e ainda causa desperdício de recurso público, pois compromete o trabalho e o médico recebe por ficar à disposição daquela consulta. Outra situação são as sobras, demonstrando que a oferta de consultas é maior que a demanda, portanto também é um serviço pago pela municipalidade que não é aproveitado pela população.

A Secretaria de Saúde, juntamente com as equipes dos postos de saúde, orienta que os pacientes que marcam as consultas compareçam e que, em caso de desistência, comuniquem com antecedência o posto de saúde. “Uma atitude simples, mas que agiliza todo o trabalho diário das unidades de saúde melhora a oferta de saúde no município”, pondera Leide Mara Bender, secretária de Saúde.

Todas as unidades de saúde contam com número de telefone e contato Whatsapp para comunicação com os pacientes. A lista de contatos está disponível no site da Prefeitura de Concórdia no banner principal com os telefones.

Leia também:

Carnês do IPTU em Seara já estão disponíveis

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×