Vice da Facisc visita Associações Empresariais da região

O vice-presidente Regional Oeste da Facisc, Vilson Piccoli, iniciou nos dias 23 e 24 de janeiro, um roteiro de visitas estratégicas às 17 Associações Empresariais que compõem a regional Oeste. As visitas têm por objetivo promover a aproximação e o alinhamento entre a Federação e as Associações Empresariais locais.

Acompanhado da consultora regional Márcia Tonet, Vilson esteve nas entidades dos municípios de Chapecó, Xaxim; Xanxerê; Ponte Serrada, Presidente Castello Branco; Concórdia; Itá; Seara e Xavantina.

Durante as visitas, Piccoli esteve atento às demandas locais, ouviu as preocupações e os desafios enfrentados pelos empresários da região. “Os encontros com as diretorias e equipes das Associações Empresariais proporcionaram um espaço valioso para discutir assuntos relevantes e alinhar estratégias para o fortalecimento do setor”, declarou o vice-presidente.

O VP também reforçou a importância da integração maior entre os presidentes e que vai fortalecer isso através de reuniões mensais itinerantes de presidentes, além das já tradicionais plenárias.

Em todas as entidades, foi ressaltada a importância das associações para os municípios. “O motor que gira é aqui. Não há preço que pague o valor de um empresário estar à frente da entidade.”

Piccoli reconheceu o trabalho das diretorias e enfatizou a necessidade de dar visibilidade à atuação da entidade. Também ressaltou a diversidade da região Oeste, destacando a importância de abordar pautas específicas da região.

As rodovias foram mencionadas como um ponto crucial, destacando a necessidade de duplicação da BR 282 e a revitalização da SC 283, bem como a relevância da implantação da ferrovia para a infraestrutura catarinense.

Ao tratar da situação da saúde na região, Piccoli apontou a falta de recursos para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó, que precisa de um olhar conjunto da região, pois todos são atendidos por ele, e os avanços nas pautas do Voz Única neste setor, com a conquistas dos pedidos de implantação do atendimento CDI no Hospital São Paulo em Xanxerê e a cardiologia e Oncologia no Hospital São Francisco em Concórdia. 

A escassez de mão-de-obra, foi outro tema recorrente em diversas entidades e que torna-se um desafio ainda mais complexo ao ser somada à carência de habitação disponível, especialmente em pequenas cidades. “Esse cenário demanda uma abordagem estratégica com políticas de desenvolvimento regional e incentivo à habitação”, declarou Vilson.

O vice-presidente também ressaltou a importância da Facisc para integrar as ACIs, olhando para todos os associados, sejam grandes ou pequenos empresários e enalteceu o papel vital da Federação na defesa dos interesses empresariais, enfatizando a importância de lutar pelas macro prioridades, liderando as pautas em conjunto com outras entidades. Também reforçou a necessidade de exigir o retorno dos impostos para a região e destacou o papel central das ACIs como representantes dos empresários locais.

“Como um primeiro contato, considero as visitas positivas. As ACIs entendem o papel da Facisc em assessorar com programas, soluções e principalmente com representatividade na busca de soluções que atendam todos os empresários da região. Acredito que com essa proximidade que estamos tendo e com o Sistema buscando realmente consolidar o associativismo entre os empresários por meio das ACIs, teremos grandes progressos nessa próxima gestão¨, declarou.

No próximo mês, Piccoli, que é empresário de Xanxerê e voluntário no sistema Facisc, indicado pela Acix, pretende concluir as visitas às demais associações empresariais da região.

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×