Com ausência de advogado de defesa, juiz fixa multa e adia sessão do Júri Popular para o dia 29

O advogado de defesa não compareceu e, por isso, a sessão do Júri Popular que seria realizada nesta sexta-feira, dia 8, no Fórum da Comarca de Seara, foi transferido para o dia 29 de novembro.

O juiz Douglas Cristian Fontana, que presidiria os trabalhos, comunicou aos jurados a nova data e a multa de cinco salários mínimos ao advogado pela ausência. O advogado Mauro Freitas Gaulant é de Balneário Camboriú. Ele havia comunicado ao juiz durante a madrugada que a aeronave não conseguiu pousar em Chapecó.

O réu é Thiago da Silva Vaz, acusado de atacar um casal no distrito de Caraíba, interior de Seara em março deste ano. As vítimas tiveram ferimentos pelo corpo, inclusive na cabeça. O autor das agressões foi detido pela Polícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui