Inter vence o Ypiranga no Beira-Rio

Em um Beira-Rio com público diferente, com ambiente diferente, o Inter se impôs sobre o Ypiranga. Pela terceira rodada do Gauchão, fez 3 a 0 com gols de Alan Patrick, Wanderson e Aránguiz. Com o resultado, chegou a sete pontos e segue na parte de cima da tabela.

Inter vence o Ypiranga no Beira-Rio
Inter vence o Ypiranga no Beira-Rio (Foto: Ivan Pacheco/Agência RBS)

Antes de falar sobre o jogo em si, é preciso descrever um dos principais pontos da tarde no Beira-Rio. Por causa da punição em razão das brigas da semifinal do Gauchão passado, apenas mulheres, crianças, idosos e PCDs podiam acessar o estádio. E as 15 mil pessoas que estiveram nas arquibancadas deram um tom diferente ao que se está acostumado a ouvir. As músicas eram as mesmas, talvez até a ordem em que são executadas. O que mudou foi o som, desde a caminhada do pátio aos portões até o apoio dos bumbos e dos metais em toda a partida. Uma festa bonita, ainda que decorrente de uma punição.

Existia uma expectativa de ver um Inter com dois atacantes de origem, como gosta Coudet, mas ele optou por repetir a ideia do ano passado. Assim, Alan Patrick ficou mais adiantado, ao lado de Valencia. Wanderson voltou ao time, bem como Bruno Henrique e Aránguiz. Do lado direito, De Pena ocupou o lugar que costuma ser de Mauricio. Na zaga, Mercado voltou a ser dupla de Vitão.

O começo da partida foi de iniciativa colorada. Com Wanderson no comando das ações, o Inter chegou ao ataque com frequência nos primeiros 10 minutos, mas faltava conclusão. A única foi de Vitão, de cabeça, por cima do travessão.

Aos 15, Alan Patrick teve sua primeira jogada efetiva na partida. E isso faz toda a diferença. Pelo miolo, quase na entrada da área, ele tabelou com Bruno Henrique, que deu um passe inteligente, por cima da defesa, para Valencia. O equatoriano fez sua segunda assistência em dois jogos, encontrando Alan Patrick livre para estufar a rede: 1 a 0.

O gol deu ao Inter ainda mais tranquilidade. Inclusive para mostrar virtuosismo. Aos 22, seis jogadores tocaram de primeira, da defesa ao ataque. O último passe, porém, de Valencia para Bustos, foi um pouquinho mais longo e interrompeu a construção, já na área. Aos 23, Alan Patrick cobrou uma falta, Renê desviou e Willian cortou para trás, dando um susto no goleiro Marcão. Aos 26, Bruno Henrique bateu cruzado, da direita, para fora.

Levou quase meia hora para o Ypiranga chegar. Em jogada da direita, a bola cruzou toda a área e encontrou Mateus Anderson. Ele bateu forte, mas na rede por fora.

Aos 31, o Inter voltou a levar perigo. Bruno Henrique apareceu pela esquerda e recebeu. Valencia entrou pelo meio e recebeu o passe por cima. A defesa cortou mal e o equatoriano encheu o pé, Marcão defendeu à queima-roupa.

Sete minutos depois, um lance inusitado e hilariante. Alan Patrick deu um passe em profundidade para Valencia, que ganhou na corrida do zagueiro e do goleiro. A bola escapou um pouco e ele precisou ajeitar o corpo, contra um defensor. Mas aí se atrapalhou, escorregou e caiu. O lance estava anulado, porém, por impedimento.

Aos 43, o Inter chegou ao segundo gol. A jogada começou com De Pena passando para Bustos, que deu para Aránguiz. De primeira, o chileno acionou Valencia, que escorou para Bruno Henrique. Ele lançou Wanderson pela esquerda. Ele tirou Gedeilson, trouxe para o meio e bateu. A bola ainda desviou na zaga e deslocou o goleiro, 2 a 0.

Coudet usou o intervalo para mexer no time e fazer um teste, colocando dois atacantes. Ele tirou Bruno Henrique e colocou Alario. No novo desenho do meio, Alan Patrick foi centralizado na segunda linha, com o centroavante argentino formando dupla com Valencia.

Os dois participaram da primeira jogada da segunda etapa. Alan Patrick serviu o equatoriano, que entrou na área e deu uma leve adiantada. Ele tentou consertar cruzando para Alario, mas o goleiro antecipou.

Aos 10, Coudet fez sua segunda troca. De Pena saiu para a entrada de Hyoran. O ex-jogador do Atlético-MG, por pouco, não fez o terceiro gol. Ele recebeu de Alario na área, mas a bola escapou de seu domínio, e a defesa cortou.

O ritmo do jogo era claramente menor. O Inter seguia tentando atacar, com um pouco menos de ímpeto, até mesmo pelo cansaço de ser o terceiro jogo do ano.

Aos 22, o Beira-Rio lamentou. Renê cruzou da esquerda, Valencia fez a assistência e Alario foi centroavante. Ajeitou e bateu, de virada. De cima da linha, Heitor cortou e impediu o primeiro gol do argentino.

Valencia, aos 25, também esteve perto. Bustos cruzou da direita e a bola passou por todo mundo. Do outro lado, o equatoriano pegou o rebote, abriu espaço e encheu o pé. Marcão fez uma defesaça. Aos 30, outra chance. Renê cobrou falta para a área, Alario e Mercado chegaram juntos e se atrapalharam na hora de colocar a bola na rede.

Cinco minutos depois, veio o terceiro. De novo trabalhando a bola por baixo, da defesa ao ataque, o Inter chegou à frente. Hyoran recebeu na área e cruzou rasteiro, a zaga cortou parcialmente e Aránguiz, de pé esquerdo, colocou no cantinho, seu primeiro gol no retorno ao Beira-Rio, 3 a 0.

Robert Renan entrou aos 39. Ele substituiu Vitão. Nos acréscimos, Rômulo e Lucca também ingressaram, nas vagas de Aránguiz e Valencia.

O Inter administrou os minutos finais e deu uma alegria às mulheres, crianças, idosos e PCDs, que deram seu show na arquibancada.

FICHA TÉCNICA

Gauchão — 3ª rodada — 27/01/2024

Inter: Anthoni; Bustos, Vitão (Robert Renan, 39’/2ºT), Mercado e Renê; Aránguiz, Bruno Henrique (Alario, int.), Wanderson e De Pena (Hyoran, 10’/2ºT); Alan Patrick e Valencia. Técnico: Eduardo Coudet

Ypiranga: Marcão; Gedeílson (Edson Cariús, 32’/2ºT), Heitor, Willian Gomes e Foguinho; Uchôa, Karl, Alisson Taddei (Mossoró, int.); Gabriel Lima (Wanderson, 17’/2ºT), Zé Vitor (Lucas Lopes, 32’/2ºT) e Mateus Anderson (Jhonatan Ribeiro, 17’/2ºT). Técnico: Jerson Testoni

  • Gols: Alan Patrick (I), aos 15, e Wanderson (I), aos 43 minutos do 1º tempo; Aránguiz (I), aos 35 do 2º tempo
  • Cartões amarelos: Alan Patrick (I); Foguinho (Y)
  • Local: Beira-Rio
  • Público: 12.490 (10.106 pagantes)
  • Renda: R$ 68.672
  • Arbitragem: Erico Andrade de Carvalho, auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Otavio Legramanti

Próximo jogo

Gauchão — 4ª rodada

  • 31/01/2024 — 18h30min
  • Estádio Estrela D’Alva
  • Guarany-Ba x Inter

Com informações, Gaúcha ZH

Leia também:

Ataque de cães deixa cinco terneiros mortos em Capinzal

spot_img
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais lidas

Publicidade
×