Policiais e socorristas do Samu sofrem ameaças e desacato

Na madrugada deste domingo, 15, a Polícia Militar atendeu a ocorrência de porte ilegal de arma de fogo, desacato, ameaça, resistencia e embriaguez ao volante. O fato foi registrado na avenida Getúlio Vargas, no bairro Passo dos Fortes, em Chapecó. 

De acordo com a PM, a guarnição estava em rondas na avenida Getúlio Vargas quando viu um veículo GM/Corsa que havia colidido em uma árvore minutos antes da abordagem. Na direção do veículo estava um homem que apresentava ferimento na cabeça. O Samu já estava no local para realizar atendimento do homem, mas mesmo com ferimento na cabeça e cambaleante, ele dispensou atendimento afirmando que estava bem.

Após isso, outro homem começou a ficar irritado com o Samu e com a guarnição que estava no local, momento em que tentou agredir os socorristas e então saiu correndo pela via e xingando os policiais com palavras de baixo calão e fazendo ameaças. O homem foi perseguido a cerca de 70 metros do veículo batido e resistiu ativamente contra os policiais antes de ser imobilizado. 

O condutor se negou a ser conduzido para atendimento médico. No local estava outro homem, que se apresentou como parente de um dos envolvidos. Após tomar uma certa distância dos policiais, também desferiu ofensas e ameaças aos policiais.

Em revista ao veículo, foi localizado um revólver calibre 38 com numeração raspada e 6 munições. Diante dos fatos foi oferecido o teste do bafômetro ao condutor do veículo, o qual se negou a fazer.

Foi lavrada a autuação por embriaguez ao volante, sendo realizado o Auto de constatação de sinais psicomotores alterados e após, ambos os homens foram conduzidos a Central de Polícia Civil.

ClicRDC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui