Sine/SC oferece 110 mil vagas de emprego no estado em um ano

Mais de 110 mil oportunidades de trabalho foram ofertadas aos catarinenses por intermédio do Sistema Nacional do Emprego de Santa Catarina (Sine/SC) nos últimos 12 meses. O órgão, coordenado no Governo do Estado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), promove um impacto direto na qualidade de vida de muitas famílias e na economia das regiões.

O coordenador do Sine em Santa Catarina, Ramon Fernandes, explica que o órgão nacional possui o maior banco de dados de currículos do Brasil, uma vez que todo o trabalhador que possui carteira de trabalho, automaticamente, está cadastrado e à disposição das empresas catarinenses.

“Em Santa Catarina são mais de 100 unidades de atendimento, que realizam a captação, divulgação e o agendamento, tendo como papel principal, o encontro da oferta e demanda de trabalho. Os serviços são prestados de forma totalmente gratuita, tanto para aqueles que buscam por uma oportunidade de emprego quanto para empresas que desejam ofertar suas vagas. Diariamente, o órgão realiza cerca de três mil atendimentos presenciais no estado”, pontua Fernandes.

Além da intermediação das vagas, o Sine também orienta profissionalmente o trabalhador que está com dificuldades de inserção no mercado de trabalho, além de encaminhar à qualificação social e profissional e de realizar a habilitação ao seguro-desemprego.

Vagas em aberto
Só nesta semana, o Sine conta com mais de 2,5 mil oportunidades. Há vagas nas mais diversas áreas, para diferentes níveis de escolaridade e com ou sem experiência prévia. Acesse o site servicos.mte.gov.br ou o aplicativo Sine Fácil e acompanhe as ofertas.

Quem não tiver acesso à internet ou encontrar dificuldade para fazer essa solicitação pelos canais digitais e telefônicos do Sine, deve agendar, por telefone, um horário para ser atendido. O horário de atendimento do órgão, na maioria das cidades de SC, é das 13h às 18h. Para se cadastrar no Sine, basta procurar uma unidade próxima em sua cidade.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Sustentável (SDE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui